top of page

Indicadores para melhorar a sua pecuária

Atualizado: 12 de mai. de 2021

Pastagens – uma boa pastagem possui uma forragem com produtividade estabilizada, e precisa ser compatível com o tipo de solo e clima regionais. A rebrotação tem que ser uniforme e apresentar vitalidade, como a presença de plantas folhosas com viço. O solo não pode mostrar sinais de erosão nem devemos encontrar excesso de pragas e doenças nas folhagens. A presença de plantas invasoras ou tóxicas deve ser mínima.


Sanidade – a saúde dos bovinos nunca deve ser negligenciada! Aplicar vermífugos, carrapaticidas, vacinas, antibióticos, anti-inflamatórios e outros medicamentos veterinários em seu rebanho, periodicamente, irá te livrar de grandes perdas produtivas no futuro. Mas SEMPRE conte com a orientação profissional de veterinários e zootecnistas.


Suplementos – a margem de lucro na pecuária, tanto de leite quanto de corte, é cada vez menor. Para que você consiga sobreviver no mercado é necessário investir em suplementação nutricional. Existem três tipos básicos de suplementos para os bovinos. São eles: sal mineral com ureia (manutenção de peso e baixo investimento); mistura múltipla ou proteinado (melhor relação custo-benefício) e energético (sal comum + sal mineral + milho ou sorgo).


Vermifugação – é indispensável que você saiba quais tipos de vermes estão presentes no seu rebanho. Assim como cada categoria animal e a taxa média de parasitismo de cada uma delas, para que seja feita uma vermifugação eficiente e racional. Os exames coprológicos (OPG e OOPG) indicam a carga parasitária de cada animal.



24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page