top of page

Cruzamento dirigido na pecuária leiteira

Atualizado: 12 de mai. de 2021

Você pecuarista certamente já ouviu falar em cruzamento dirigido. Talvez até já tenha realizado esse tipo de manejo reprodutivo em sua propriedade. Você sabia que Girolando é a raça de bovinos leiteiros muito comum em nosso país?


O Brasil está entre um dos maiores produtores de leite do mundo! E segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção brasileira de leite foi de nada menos que 33,8 bilhões de litros no ano de 2018.


Mas o que isso tem a ver com a raça Girolando? Nosso rebanho de vacas leiteiras é um dos maiores do mundo (aproximadamente 15 milhões de cabeças), e grande parte delas pertence a essa importante raça, genuinamente brasileira. As vacas Girolando foram originadas pelo cruzamento de duas raças estrangeiras: a Gir (asiática) e a Holandesa (europeia).


Esse cruzamento conferiu maior adaptabilidade dos animais ao clima quente e tropical do Brasil, mantendo a alta produtividade característica das Holandesas. Junto às práticas de melhorias genéticas, a pecuária leiteira vem se destacando ano a ano no desempenho da produção. A estimativa é de que 80% do leite que bebemos nas cidades é proveniente de vacas Girolando.


Se você quer se destacar como um(a) grande pecuarista no setor leiteiro, precisa compreender a fundo a raça Girolando. O ideal – com tanto conhecimento que se possui hoje sobre a genética animal – é a realização de cruzamentos com um bom controle.


CURIOSIDADE

Girolando é uma raça que “apareceu” ao acaso, quando um touro Gir cruzou com algumas vacas Holandesas!


Com certeza, esse foi o melhor acidente de percurso que já aconteceu na pecuária bovina brasileira. Entre as décadas de 70 e 80, houve o Programa de Cruzamento Dirigido com a intenção de obter vacas mais produtivas, uma vez que a atividade leiteira não era lucrativa no país. Daí surgiu o Gado Leiteiro Tropical ou Girolando.


Como saber se os meus animais são Girolando?

Existem alguns critérios que precisam ser obedecidos. Considerando a variação da composição genética:

  • 3,5 a 4,5/8 – características genéticas da Holandesa

  • 2,5 a 3,5/8 – características genéticas da Gir


E qual das proporções escolher?

Isso dependerá do clima onde está localizada a sua propriedade rural, da quantidade de produção de leite desejada e da finalidade das vacas para cada pecuarista.



28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page